Maluf discute com o governador a implantação do Hospital Dia em MT

O presidente da ALMT participou de reunião com o governador Pedro Taques e a direção do Hospital Júlio Müller, no Palácio Paiaguás

0
264
Foto Maurício Barbant/ALMT

A conclusão da obra do antigo Centro de Nefrologia, localizado em frente ao Hospital Universitário Júlio Muller, em Cuiabá, para a implantação do Hospital Dia, com o objetivo de promover atendimentos clínicos e cirúrgicos de média complexidade, foi discutido nesta terça-feira (8) pelo presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf (PSDB), com o governador Pedro Taques (PSDB) e a direção do Júlio Muller, no Palácio Paiaguás.

Além do Hospital Dia, para atendimentos que demandam pouco tempo no hospital e que não precisam de internação, foi sugerida a utilização do Hospital São Thome, que fica localizado nas proximidades do Júlio Muller, para ser um local de atendimento à saúde mental do Estado juntamente com o Samu, que já funciona na localidade.

“A Assembleia Legislativa defende essa proposta e por isso, promovemos essa interlocução entre Governo do Estado e Hospital Julio Muller. Será importante a concretização porque temos um problema grave no Brasil de falta de leitos hospitalares e em Mato Grosso também de atendimento a saúde mental, em função do Adauto Botelho estar sem condições físicas de funcionamento”, explicou Guilherme Maluf.

O deputado argumenta que os projetos estão prontos para serem executados e que a obra beneficiará a população de Mato Grosso. Segundo a direção do Hospital Julio Muller, o orçamento previsto para a conclusão do antigo Centro de Nefrologia é de R$ 10,5 milhões, com recursos previstos do Governo Federal e necessidade de contrapartida.

“Seria a conclusão do antigo Centro de Nefrologia que perdeu o objeto para dar lugar e poder ampliar os leitos de UTI, melhorando a sala de ambulatório, criando então o Hospital Dia, e além do Hospital São Thome, que já está reformado e hoje não está sendo utilizado, apenas como central do Samu que pode permanecer lá, mas defendemos que funcione também o pronto atendimento a saúde mental do Estado”, definiu o deputado.

O governador Pedro Taques analisou que as propostas são interessantes para o Estado e disse que nesta quarta-feira (9), levará o assunto a Secretaria de Estado de Saúde (SES) para que sejam agendadas reuniões de trabalho com a direção do Júlio Muller e com a equipe da Assembleia Legislativa.

“Esse tema é importante e o Estado tem interesse em discutir profundamente. Terei uma reunião com o grupo de trabalho da saúde amanhã e vou pedir para a realização de uma agenda de trabalho com a Assembleia Legislativa junto e a direção do Hospital”.

Maluf inclusive, se colocou a disposição para destinar emenda parlamentar para a obra e também de levar o assunto aos demais deputados para que também analisem a possibilidade de encaminhar parte dos recursos para contribuir com a conclusão das obras.

De acordo com Francisco Souto, diretor-superintendente do Hospital Julio Muller, a reunião foi importante em função de o governador ter acenado de forma positiva para a implantação das sugestões e também agradeceu a interlocução da Assembleia Legislativa, por meio do deputado Guilherme Maluf.

“Vamos trabalhar em conjunto com o Governo do Estado e Assembleia Legislativa para conseguirmos retomar essas obras e terminá-las o quanto antes para poder servir melhor a sociedade na área de saúde. Existem recursos da União para a conclusão do antigo Centro de Nefrologia e estamos também em contato com o Ministério da Saúde, através do Fundo Nacional de Saúde para que sejam aportados mais recursos para o término dessas obras”, avaliou.

O diretor também analisou que o Hospital São Thome pode ser usado para a saúde mental no aspecto de tratamento ambulatorial e de atendimento de urgência e internações mais curtas.

DEIXE UMA RESPOSTA